• Admin

5 Recomendações para colocar a tecnologia ao serviço das operações

Atualizado: Mai 7




Uma crise sem precedentes atingiu o mundo e as empresas tomaram imediatamente os passos necessários para aplanarem a curva do impacto deste vírus.


Embora mudar para uma força de trabalho remota seja uma iniciativa meritória, traz uma série de desafios, sendo o principal a necessidade de garantir a continuidade do negócio com uma perca mínima de produtividade.


Esta medida permitiu-nos abraçar uma tendência que há muito era discutida e que é, agora, o futuro, enquanto preparamos as nossas companhias para regressarem no fim desta pandemia a precisar de aumentar a rentabilidade nos meses seguintes para compensar a sua queda durante a quarentena - o que abre a oportunidade das empresas se reinventarem e colocarem a tecnologia ao serviço das operações para que esta transição seja possível.

Mas, para além da oportunidade, o teletrabalho apresenta riscos, nomeadamente, o suporte. Para além dos pedidos de suporte terem disparado (porque os utilizadores estão em casa sem supervisão a cometer erros), qualquer problema (seja um problema com Hardware, com uma aplicação, com um vírus ou um ataque informático) demora 3 dias pelo menos a ser reparado, o que leva a demasiadas quebras operacionais e a colaboradores parados em casa.

É evidente que as equipas e as infraestruturas das empresas estão a ser postas à prova durante estes tempos difíceis. Assim, talvez seja altura de repensarmos as ferramentas que temos e o que podem fazer por nós, assim como perceber o que é que faz os nossos sistemas falhar ou funcionar, de forma a podermos reagir e melhorar.

Para ajudar a empresa a estar nas melhores condições e dentro do que é possível sair ilesa no pós-Covid, aqui ficam 5 importantes recomendações:


1-Utilizar uma solução de gestão endpoint que ofereça monitorização e controlo remoto.

Com muitos utilizadores ainda a trabalharem de casa precisamos de gerir eficientemente os dispositivos remotos. Procure uma solução de gestão endpoint para que a sua equipe de IT possa facilmente aceder com eficácia a qualquer um dos endpoints para resolver problemas e gerir a operação .E tudo isto sem interromper os utilizadores , com os técnicos a trabalhar nos bastidores , antecipando falhas e corrigindo proactivamente.


2-Automatizar muitas das tarefas repetitivas com a solução gestão e controlo remoto

.Gerir todos os postos, normalmente é já uma tarefa complicada, agora imagine quando a maior parte ou todos os colaboradores são remotos e ninguém se pode dar ao luxo de parar. Não é possível lidar com uma situação destas eficientemente utilizando processos manuais. Pode definir correcções automáticas, reduzindo brutalmente o tempo gasto em suporte, sobretudo nesta altura em que os pedidos de suporte aumentaram tanto.


3-Monitorizar recursos

Permite às equipas internas de TI ou MSP , gerir todas as operações de TI , de forma eficiente. Monitorização dos endpoints, da rede e sistemas, service desk , compreender o desempenho para ver como podemos melhorar;


4-Ter uma estratégia de backup e disaster recovery .

Para garantir que a empresa recupera instantaneamente de qualquer incidente inesperado de perca de dados ou paragem na actividade. Fazer backups dos dados das aplicações SaaS, também. Muitas organizações estão agora a utilizar um número diferente de aplicações Software as a Service (SaaS) tais como Microsoft 365, Google G Suite e Sales Force para capacitar a força de trabalho móvel e mais distribuída.

Com esta mudança para as aplicações Software as a Service (SaaS) vem a necessidade de ter uma solução de backup que proteja todos os dados desta tecnologia. Uma perca destes dados pode reduzir o volume de negócio numa altura em que a eficiência e produtividade são mais importantes que nunca;


5-Proteger-se contra o aumento dos ciberataques

É especialmente durante as crises, tais como a pandemia que o mundo está agora a enfrentar, que os cibercriminosos mais trabalham para explorar as vulnerabilidades que podem causar danos aos negócios. E têm-se verificado um aumento do malware e ciberataques na ultima semanas .Os ataques de phishing aumentaram mais de 600%. Para estar mais protegido , utilize o Webroot Antivirus - tem mecanismos de anti-phishing em tempo real e ajuda a bloquear os sites maliciosos.


A Minitel enquanto distribuidor representa tecnologias que permitem ás equipas de IT internas das empresas e também às empresas prestadoras de serviços informáticos gerirem todas as operações de TI de forma eficiente..Mas o mais importante de tudo é que simplificam a gestão informática de forma a dar continuidade ao fluxo de trabalho , sem falhas das ferramentas e com uma interface de utilizador intuitiva .

Já sabemos que navegar nestas águas turbulentas não vai ser fácil, mas com a estratégia e as ferramentas correctas, a sua empresa vai sair disto quando a poeira assentar.


Envie-nos um email next@minitel.pt para aceder a uma Demo à Distância para ver todas estas tecnologias em acção e a funcionar.

Connectwise , Datto RMM , Datto BCDR , Unitrends.



© 2023 by Polystat. Proudly created with Wix.com